Procrastinar pode ser mais comum do que você imagina!


Mas o que é procrastinar mesmo?

É a ação adiada, uma situação prolongada, é deixar para amanhã, atrasar, postergar, empurrar com a barriga.


Muitas vezes você pode acreditar que está priorizando as coisas isso é bem natural. Mas na verdade aquilo que requer um pouco mais de esforço que deveria estar sendo feito hoje você está deixando para o outro dia e isso pode ser um grande problema.


Os impactos da procrastinação.

Entre os familiares você pode ficar conhecido como que sempre deixa eu te fazer o que tem que fazer.

Entre os amigos você pode ser aquela pessoa relaxada, preguiçosa e que não faz algo pra ser melhor.

Agora na área profissional o mais complicado é a imagem que se passa para uma equipe de trabalho e para os clientes. Quando as outras pessoas te enxergam como um procrastinador você só tem a perder.


Então quais são as causas da procrastinação?

Elas podem ser psicológicas, que é quando a ansiedade ou medo tomam conta e por isso você não faz o que tem que ser feito.


Elas podem também ser por conta de padrões comportamentais que vieram de seus avós, depois de seus pais e então você também é assim. Você só replica um padrão comportamental que herdou.


Como resolver procrastinação?


Dê o primeiro passo. Identifique como você pode começar uma atividade e foque nesse primeiro passo. Lembre-se que uma grande escada só é possível subir se você começar pelo primeiro degrau.


Observe suas emoções. Verifique se você tem estado muito ansioso ou nervoso, triste ou qualquer emoção que esteja impactando nas suas ações. Neste ponto é importante deixar que os fatores externos não impactar em suas ações.


Visualize o futuro. Crie uma visão muito clara do que você está criando e construindo, coloque tarefas, atividades, datas, prazos, responsabilidades, mantenha muito presente no seu dia a dia. Tenha escrito e na mão de forma que você que seja orientado por este documento.


Faça uma coisa de cada vez. Você pode ter o hábito ou até uma necessidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo e começa muitas coisas e termina poucas. Então quando começar uma atividade busque encerrar essa atividade para então começar uma outra. Quando mantemos uma atitude assertiva de ter início, meio e fim bem definidos, transformamos nosso comportamento que se renova em um novo hábito.

Bloqueie os estímulos externos. Ligações telefônicas, notificações no celular, interferências ou qualquer uma outra coisa que possa te tirar atenção. Quando você consegue se concentrar na atividade que você está fazendo possivelmente conseguirá uma maior produtividade reduzindo a sua procrastinação.



Por fim, se você depois de ler esse artigo entendeu que pode melhorar a sua vida pessoal e profissional deixando de ser um procrastinador, parabéns. Parabéns também por você acabar de ler este texto. Já demonstra que não está procrastinando mais.


Um forte abraço, prospere!


Giuliano Alcântara